Reabilitação Oral

Reabilitação Oral

A reabilitação oral, também chamada de reabilitação dentária ou reabilitação bucal, é feita primeiramente com um dentista, que avaliará a necessidade de tratamentos com especialidades específicas, como as mencionadas no tópico anterior.

Dessa forma, o dentista vai analisar seus dentes, sua gengiva e toda a sua estrutura óssea, considerando se há correções possíveis relacionadas à mastigação, à estética e à saúde. Para isso, ele pedirá alguns exames, o que inclui os mais específicos de imagem como raio-X e tomografia da parte rosto e moldes das arcadas dentárias.

Mas, além disso, pode ser necessário fazer alguns exames clínicos mais gerais (o periodontista e o implantodontista, por exemplo, podem requerer hemograma completo, coagulograma, glicemia, avaliação de vitaminas, enzimas, entre outros). Essas análises são essenciais para identificar qualquer problema no organismo que possa influenciar o tratamento.

Reabilitação Oral: Melhorando A Estética e a Saúde Bucal

Um sorriso bonito é o desejo de muita gente. Além de alegria, um belo sorriso pode falar muito sobre a saúde bucal. Mas quando a falta de um ou mais dentes interfere no sorrir, uma das formas de voltar a fazê-lo é através de estratégias de Reabilitação Oral que podem ajudar com problemas bucais, devolvendo a estética de um sorriso bonito e saudável.

A reabilitação oral é uma especialidade responsável pelo diagnóstico e tratamento das ausências dentais nas mais diversas formas, sempre em conjunto com as demais especialidades odontológicas. O objetivo é buscar a solução completa por meio de várias alternativas de planejamentos indicadas para cada paciente.

Mas o que é, afinal, a Reabilitação Oral?

A reabilitação oral faz parte da dentística, e consiste em um tratamento cujo objetivo é corrigir problemas das estruturas da cavidade bucal – sejam dentárias, gengivais ou ósseas -, recuperando a sua funcionalidade e estética.

Dependendo do problema a tratar e observando que se utiliza um protocolo individualizado, é necessário um acompanhamento com um profissional dentista que irá planejar quais as técnicas que serão usadas e o cronograma do tratamento.

  • A reabilitação oral, por se tratar de uma vasta gama de problemas, exige a combinação de várias especialidades como:

  • Ortodontia – para falhas de posicionamento dos dentes;

  • Periodontologia – para problemas na gengiva e nos ossos;

  • Implantologia – para colocação de próteses, se necessário, bem como para reabilitação com implantes dentários;

  • Endodontia – para problemas relacionados a nervos, o que inclui tratamento de canais ou raspagem, por exemplo.

Para quem a Reabilitação Oral é indicada?

Esse tratamento pode ser feito por qualquer paciente que apresenta dificuldades funcionais como problemas de mastigação, fala e até mesmo respiração e que também apresentam insatisfação com a estética do sorriso. Pacientes com sensibilidade, desgastes, dentes manchados e problemas estruturais também recebem a indicação para iniciar a reabilitação oral.

Em geral, a reabilitação oral é indicada para pacientes que apresentam as seguintes condições:

  • Perda de dentes:  A reabilitação oral pode restaurar a função dos dentes perdidos e melhorar a qualidade de vida do paciente;
  • Fraturas dentárias: A reabilitação oral pode reparar as fraturas e restaurar a função e a estética dos dentes;
  • Desgastes dentários: os desgastes dentários podem causar sensibilidade, dor e dificuldade para mastigar. A reabilitação oral pode restaurar a forma e a função dos dentes desgastados.
  • Problemas de oclusão: a oclusão é o encaixe dos dentes superiores e inferiores. A reabilitação oral pode corrigir os problemas de oclusão e melhorar a função mastigatória.
  • Outras alterações dentárias: a reabilitação oral também pode ser indicada para pacientes que apresentam outras alterações dentárias, como dentes mal posicionados, dentes tortos ou dentes com coloração indesejada.

Quais Procedimentos Podem Fazer Parte Da Reabilitação Oral?

Para iniciar a reabilitação oral, o dentista irá indicar as principais especialidades que participarão do tratamento. Além disso, ele também poderá solicitar exames complementares para analisar de forma completa como está a saúde do paciente e se ele poderá realizar alguns procedimentos mais invasivos, se forem necessários.

O tratamento de reabilitação oral é realizado por uma equipe multidisciplinar, incluindo especialistas em prótese, implantodontia, endodontia, periodontia e ortodontia. O tratamento é personalizado para cada paciente e pode incluir procedimentos como:

  • Prótese dentária: a prótese dentária é uma estrutura artificial que substitui os dentes perdidos. Existem vários tipos de próteses dentárias;
  • Tratamento ortodôntico: o tratamento ortodôntico é usado para alinhar os dentes. O tratamento ortodôntico pode ser realizado antes ou após a reabilitação oral;
  • Extração: A extração do dente é necessária quando há uma situação com cáries profundas ou infecções que não foram tratadas e, então, acarretaram contaminação e necrose do nervo, em outras palavras, a morte dele. Assim, nessa etapa da reabilitação bucal, o que costuma vir em seguida é um implante dentário, contribuindo para a parte estética.
  • Restauração: A restauração em resina serve para recuperar dentes fraturados/quebrados. É uma técnica que compete até mesmo com as facetas e lentes de contato, mas não sendo necessário o desgaste dental. Porém, além de ser destaque por conta da restauração de sua estrutura e aparência, ela é benéfica para o aspecto funcional do dente, contribuindo para a mastigação.
 

Sendo assim, o número e o tipo de procedimentos realizados como parte da reabilitação oral variam de acordo com as necessidades específicas de cada paciente.

Por Que Passar Por Um Tratamento Reabilitador?

Porta de entrada ao corpo, a boca deve ser o primeiro cuidado de uma pessoa saudável. Recobrar a liberdade de sorrir sem insatisfação com os dentes é um dos maiores motivos que levam um paciente a procurar por tratamentos odontológicos. Mas existem outros benefícios que devemos considerar.

Como os métodos de reabilitação oral restauram o funcionamento da boca em sua totalidade, eliminando constrangimentos, dores ou desconfortos ao falar ou comer, o paciente têm os efeitos positivos na recuperação de funções importantes, como na fala e mastigação. Além do mais, como volta a conseguir mastigar os alimentos corretamente, o processo digestivo também é beneficiado.

Além dos benefícios funcionais, os tratamentos utilizados também contribuem para promover uma maior harmonia facial, alcançando um aspecto rejuvenescido, e conseguindo um sorriso que se enquadra melhor na arquitetura do rosto.

Vamos restaurar muito mais do que a estética

Vamos inovar sua estima

Agende um horário para saber mais sobre como podemos te ajudar.

plugins premium WordPress